Trabalhadores(as) em Educação do Jaboatão dos Guararapes decretam estado de greve

A decisão foi tomada durante a segunda Assembleia Geral da categoria, nesta quinta-feira 5 de março, em Jaboatão Centro

Os(as) Trabalhadores(as) em Educação do Jaboatão dos Guararapes decretaram ESTADO DE GREVE, nesta quinta-feira (5/3), durante a segunda Assembleia Geral, que aconteceu no Clube dos Ferroviários, em Jaboatão Centro. A próxima assembleia está marcada para a quarta-feira, 11 de março, onde será avaliado o que for discutido na reunião entre o Sinproja e os representantes do governo municipal.

Utilizando como mote da Campanha Salarial Educacional 2020 “É pra lutar, eu vou!”, a categoria saiu em forma de protesto, pelas ruas do Jaboatão Centro, exigindo o cumprimento da lei federal 11.738/2008, que garante o reajuste nos salários de todos(as) trabalhadores(as) em educação, no percentual de 12.84%, na Carreira, retroativo a janeiro/2020 e extensivo as gratificações, definido pelo Ministério da Educação, em janeiro deste ano; O pagamento de direitos trabalhistas dos(as) trabalhadores(as) em educação aposentados(as) e realização imediata de eleição direta para diretores(as) escolares em todas as unidades de ensino da Rede Municipal do Jaboatão dos Guararapes.

Ainda durante a assembleia, foi aprovada, de forma democrática, um “calendário de mobilização” para a próxima semana. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores(as) em Educação do Jaboatão dos Guararapes (Sinproja), Ronildo Oliveira, fala sobre a negociação com a gestão municipal.

“Temos uma reunião de negociação na próxima terça-feira (10/3), e esperamos que o governo apresente uma proposta concreta para a educação municipal. Se a proposta não for interessante para a nossa categoria, entraremos em greve geral. Jaboatão dos Guararapes paga atualmente abaixo do piso salarial, não podemos permitir que isso continue acontecendo”, ressaltou.

Uma Greve Geral Nacional da Educação está marcada para o dia 18 de março. A mobilização foi convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). A semana anterior à greve nacional será marcada por mobilizações nos locais de formação.

CALENDÁRIO DE MOBILIZAÇÃO

9/3 – Segunda-feira

Manhã – Mobilização nos locais de formação

Tarde – Ato unificado do Dia das Mulheres às 13h – Parque 13 de Maio

10/3 – Terça-feira

Manhã/Tarde – Mobilização nos locais de formação

11/3 – Quarta-feira

Assembleia Geral às 8h – Escola Municipal Vereador Antônio Januário, em Prazeres

 

Compartilhe

Deixe uma resposta