Participe do tuitaço Não À Educação Domiciliar

Para barrar no Congresso Nacional os projetos de regulamentação da educação domiciliar, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) se soma a mais de 350 entidades no tuitaço #NãoÀEducaçaoDomiciliar, que ocorre nesta terça (25) a partir das 9h. A mobilização virtual tem o o objetivo de pressionar deputados/as a votarem contra o projeto de lei que regulamenta o “homeschooling”. Trata-se do substitutivo ao PL 3.179/2012, elaborado pela deputada Luísa Canziani (PTB-PR), que prevê alterações na Lei nº 9.394, de 1996, de diretrizes e bases da educação nacional, e na Lei nº 8.069, de 1990, o Estatuto da Criança e do Adolescente, para que os pais ou responsáveis possam optar pela educação das crianças e adolescentes em casa.

>> Acesse o “Manifesto Contra a Regulamentação da Educação Domiciliar e em Defesa do Investimento nas Escolas Públicas

No documento, as entidades afirmam as diversas razões pelas quais são contrárias à educação domiciliar no país. Entre elas, que essa forma de ensino fere o direito de crianças e adolescentes à convivência social e ao acesso a conhecimentos científicos e humanísticos, mesmo que estes confrontem doutrinas religiosas e políticas defendidas por suas famílias. Chamam a atenção que a regulamentação do homeschooling vai contribuir para o desmantelamento da política de educação inclusiva de estudantes com deficiência em escolas regulares.

Além disso, a escola pública cumpre importante papel na segurança alimentar de crianças e famílias de baixa renda e na denúncia de casos de violência doméstica e sexual, em especial contra meninas, mulheres e adolescentes LGBTI+. Destacam que a educação domiciliar desresponsabiliza o Estado pela garantia do direito à educação, ao mesmo tempo em que onera os cofres públicos com novas demandas de fiscalização e avaliação não previstas, sendo assim, inconstitucional.

Como participar do tuitaço

1. Para participar da mobilização é preciso abrir uma conta na rede social Twitter. Acesse aqui e crie seu perfil.
2. Após criar o perfil é só publicar uma mensagem de até 280 carcateres acrescentando o a hashtag da campanha #NãoÀEducaçaoDomiciliar no final da sua publicação
3. Você deve tuitar várias mensagens diferentes usando a mesma tag no horário combinado (neste caso, a partir das 9h até às 10h) – é importante que sejam frases/imagens/vídeos diferentes para que a ferramenta não considere “SPAM” – também é importante marcar perfis de parlamentares
4. Você também pode agendar tuites pelo Tweetdeck – pode agendar um tuite a cada dois minutos, por exemplo. Já é uma grande participação!
5. Nós preparamos um banco de tuites, isto é, uma planilha com tuites prontos para você copiar e colar. Baixe aqui.
6. Também temos um banco de imagens – uma pasta com imagens que você pode usar ao longo do tuitaço, sempre com uma frase de chamada mais a hashtag da campanha. Acesse aqui a pasta compartilhada de imagens.
7. Após uma hora (ou mais) o Twitter poderá colocar o assunto entre os 10 temas mais comentados do momento (Trending Topics) o que amplia a visibilidade da pauta.

Compartilhe

Deixe uma resposta