Fique em casa: sem violência contra as mulheres

É sabido que a pandemia traz diversas dificuldades sociais para a classe trabalhadora. Mas, para as mulheres este cenário mundial aumenta ainda mais as desigualdades. São as mulheres que estão propícias a viverem com sobrecarga de trabalho doméstico, exposição à violência e vulnerabilidade econômica, que são aspectos exacerbados por conta do isolamento social.

 

A preocupação com as vítimas de violência doméstica durante o período de distanciamento social não é somente do Brasil, mas do mundo todo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que uma a cada três mulheres no mundo sofrem violência física ou sexual, na maioria das vezes por um parceiro íntimo. Ou seja, para essas mulheres ficar em casa para conter a disseminação do coronavírus significa estar trancada com seu agressor.

 

#Fiqueemcasa sem violência contra as mulheres.

 

Mulheres, caso sofram qualquer tipo de violência, denunciem!

 

Disque 180!

Compartilhe

Deixe uma resposta