19ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública

A semana em que comemoramos o aniversário de Paulo Freire, Patrono da Educação Brasileira, foi de intensas atividades, que marcaram a 19ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública.

.

No dia 19/09, a direção do SINPROJA e representantes da base estiveram na Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, vivenciando a atividade “Setembro com Paulo Freire” em comemoração ao aniversário do mestre. Pela manhã, no Centro de Educação – CE, aconteceu a Mesa de Abertura com saudações de várias entidades, seguida por uma Mesa de Diálogo, com a participação de Heleno Araújo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE e da Deputada Teresa Leitão, presidenta da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Ao final, ocorreu uma solenidade de instalação da Cátedra Paulo Freire, na sala 13 do CE.

.

Encerrando os trabalhos da parte da manhã, os participantes fizeram uma caminhada intitulada “Semeando palavras”. No percurso, diziam frases do homenageado, enquanto seguiam em direção ao Lago do Cavouco, onde aconteceu um pic-nic, junto à escultura de Paulo Freire. No período da tarde, aconteceu o Ato Político-Pedagógico, com pronunciamento das entidades educacionais intercalado por apresentações culturais. Foi um dia festivo, de renovação de energias, de afirmação de compromissos em defesa da Educação, com o diálogo entre a academia, a educação básica, os movimentos sociais e sindicais.

.

A semana seguiu com formação política e educacional, com a participação dos representantes do SINPROJA no X Colóquio Internacional Paulo Freire, cuja abertura aconteceu, no dia 20/09, na Faculdade Frassinetti do Recife-FAFIRE. A atividade, que teve como tema a “Conjuntura Política com o olhar de Paulo Freire”, fez parte da programação do evento, que seguiu até o dia 22, na UFPE, com a realização de Mesas de Diálogo, Comunicações Orais, Círculos de Cultura e atividades culturais.

.

Estudiosos do pensamento freireano, educadores de vários níveis, profissionais de várias áreas do conhecimento, notadamente da Educação e da Saúde, participaram do encontro, provenientes de diferentes partes do mundo, principalmente da América Latina, África, Europa, bem como, de muitos Estados brasileiros. O evento foi um espaço importante de troca de experiências, apresentação de resultados e processos de estudos e pesquisas com referencial no pensamento de Paulo Freire, que propiciam a construção de novos conhecimentos e saberes.

.

Como sempre, o SINPROJA prioriza uma agenda sindical ampla, em defesa de uma educação pública de qualidade, gratuita, laica e socialmente referenciada, entendendo que a educação não pode ser vista de forma isolada. A entidade está atenta à necessidade da defesa de um ambiente democrático nas instituições e no país. Não teremos uma Educação pública gratuita e de qualidade, se não discutirmos as questões que afetam o seu financiamento. Não teremos uma Educação pública vinculada às questões sociais de nosso povo, se não nos voltarmos para o atual sistema político, que distorce nossos votos.

.

Não teremos uma educação pública para todos, se não nos inspirarmos no exemplo e no pensamento do patrono de nossa educação. Por isso que a CNTE, em parceria com todas as entidades filiadas, promove a 19ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública. As atividades devem continuar, com a finalidade de mobilizar os locais de trabalho para discutir questões importantes e fundamentais em um momento de eleições gerais, que nos dão oportunidade de interferir no destino do país, cuja situação política e social é de absoluta ausência de normalidade democrática.

.

É imprescindível discutir as propostas de Reforma Política, as reformas e políticas educacionais que o governo ilegítimo de Temer quer impor, a Reforma Tributária Solidária, a Reforma Agrária, o Desemprego no Brasil e, sobretudo, atuar junto à comunidade escolar no sentido de conscientizar sobre o importante protagonismo para a necessária transformação social.

.

SINPROJA: 25 ANOS DE LUTA, EM DEFESA DA EDUCAÇÃO JABOATONENSE

Compartilhe